A crise do Coronavírus continua deixando sua marca e parece que seus efeitos continuarão sendo registrados por pelo menos alguns anos, em grande parte devido às crises econômicas que se registraram globalmente e especificamente para vários setores econômicos do país.

Diante dessa situação, vários setores estão contemplando medidas de recuperação de médio prazo com ajuda do governo e injeções econômicas locais.

Trabalho Casa

Como são as perspectivas para as empresas brasileiras após a crise do covid-19?

A contingência em saúde afetou a todos, mas alguns setores foram mais afetados que outros. O exemplo mais claro e notável é a alta demanda por serviços de internet e telecomunicações durante a quarentena, enquanto, por outro lado, segmentos como turismo, hotelaria e indústria automotiva registraram grandes reduções em sua receita.

Nos dois casos, é esperado um aumento no nível da dívida devido à pandemia para as empresas.

Diante dessa situação, as empresas preveem que a verdadeira recuperação será refletida em aproximadamente 18 meses, ou seja, no segundo semestre de 2021 e apenas uma pequena parte do setor de negócios considera que será no final de 2020.

É importante enfatizar que a recuperação não será a mesma para todos os setores, devido ao comportamento do mercado. Existem setores em que a recuperação será muito mais rápida e alguns setores levarão tempo, aqui estão algumas previsões:

Indústrias que se recuperarão em 2020

  • TI e Telecomunicações

  • Agronegócios, alimentos e bebidas

  • Mineração

  • Serviços educacionais

  • Serviços prestados às empresas

  • Equipamento metalúrgico

  • Química, higiene e limpeza

Indústrias que se recuperarão em 18 meses

  • Comércio

  • Transporte e Logística

  • Turismo, hotelaria e lazer

  • Veículo e peças automotivas

  • Associações e ONGs

  • Bens de consumo

  • Construção

  • Saúde e farmacêutica

higiene